Coluna Diamante

Extensão do Jornal Delfos-CE: http://jornaldelfos.blogspot.com.br/
O nome Diamante é por conta do primeiro livro impresso no mundo, o Diamante-Sutra, sem o qual não existiria a impressão como a conhecemos hoje em dia.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

PACOTI CONTABILIZA SEIS PREFEITOS EM DOIS ANOS

Emancipado aos 2 de setembro de 1890, Pacoti é um município do Maciço de Baturité com pouco mais de 11 mil habitantes, segundo o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010. A cidade tem como alguns dos seus principais atrativos a sua riqueza geográfica, hotéis típicos e o clima serrano, mas está conquistando fama mesmo é na política. Somente nos dois últimos anos, ganhou seis mandatários municipais.

O problema surgiu nas eleições de 2012, quando Edson Leite Araújo foi eleito através do voto popular, mas acabou não assumindo o cargo por ter sido enquadrado na Lei da Ficha Limpa. O então presidente da Câmara de Vereadores, Valmir Saraiva Maciel, assumiu o posto, mas em junho de 2013 ele também foi afastado e tomou assento no seu lugar a vereadora Maria Orquídea Jacaúna Lima, mas apenas por nove dias.

Valmir Saraiva retornou ao Paço Municipal, onde permaneceu até o dia 15 deste mês. Ele renunciou para poder voltar à Câmara e participar da votação. Em seu lugar, assumiu Antônio Jorge de Oliveira.

Ontem, 1º de janeiro, Antônio Jorge entregou o cargo a José Leandro Sousa de Oliveira, eleito presidente da Câmara para o biênio 2015/2016. José Leandro passou a presidência da Câmara para Maria Orquídea e assumiu interinamente a Prefeitura de Pacoti.

Processo:

Edson Leite aguarda apenas o retorno do seu processo ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Ceará para reivindicar o cargo de prefeito. Nada ficou provado contra ele, explicou o vereador Fernando Moreira Ponte, mais conhecido como Fernandinho do Ouro. Segundo Fernandinho, hoje, ele seria o representante do povo de Pacoti no Paço Municipal caso sua eleição para presidência da Câmara, no dia 15 de dezembro, não tivesse sido anulada pela Justiça local, por problemas de ordem interna da Câmara. Pela ordem, o sexto prefeito de sua terra natal.

Não bastasse isso, no portal oficial do TRE do Ceará consta o nome do candidato Marcos Venicios Norjosa, o "Dr. Marcos", adversário de Edson Leite, como eleito no pleito de 2012.

O troca-troca se tornou o assunto mais comentado nas rodas de amigos. Para alguns, a situação é uma vergonha. Outros veem a situação como hilária. Para a dona de casa Maria Rosalina Ferreira Lima, as constantes mudanças são um atraso.

Na opinião dela, o problema está nas leis e na forma como a política é conduzida. Mesmo não podendo assumir, Edson Leite acabou se candidatando, causando esses problemas. "De uma forma ou de outra a maioria acaba pensando somente neles, e no poder", ressalta.

Já o motorista Pedro Rogério Rebouças leva a situação na gozação. "Se esse entra e sai de prefeitos continuar por aqui, até eu quero ser prefeito", brinca.

Apesar das brincadeiras, a situação é séria no Município, alerta Fernandinho do Ouro. Nos últimos dias, veículos particulares estavam sendo utilizados para transportar pacientes que necessitam fazer hemodiálise em Baturité.

O fornecimento de combustível para as viaturas do Sistema Único de Saúde (SUS) também foi cortado nos últimos 15 dias, quando Valmir Saraiva entregou o cargo. O Município também ficou sem dinheiro para pagamento do mês de dezembro de servidores.

O último prefeito interino de Pacoti, o vereador Antonio Jorge de Oliveira, passou apenas 10 dias no cargo. Ele havia assumido no dia 15 de dezembro passado, chegou a ser afastado pela Justiça, por quatro dias, mesmo assim, afirma que foi tempo suficiente para sentir o peso e a responsabilidade de ser o representante do seu povo.

Alex Pimentel