Coluna Diamante

Extensão do Jornal Delfos-CE: http://jornaldelfos.blogspot.com.br/
O nome Diamante é por conta do primeiro livro impresso no mundo, o Diamante-Sutra, sem o qual não existiria a impressão como a conhecemos hoje em dia.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

ENTREVISTA COM DIEGO RUIZ

ENTREVISTA COM DIEGO RUIZ

Diego M. Ruiz nasceu em 04/11/76
É natural da cidade de Gálvez em Santa Fé na Argentina e mora atualmente em Pacoti-CE.

Ateu Poeta: 1 _ Por que você decidiu fazer trilhas  ecológicas na serra de Baturité?

Diego:_ Inicialmente fui convidado pelo meu pai para percorrer o Brasil. Ele já morava no Brasil e sempre que ele viajava retornava para o Ceará. Com ele viajei para o Amazonas, festa do Boi Bumbá em Parintins, retornando pela sofrida transamazônica. Como dizem por aí: "filho de peixe peixinho é".

Sempre gostei de aventura e viajar, além de proporcionar conhecimento cultural, desenvolve seu intelecto e habilidades; pois você deve resolver os problemas que acontecem na sua estrada.

No ano 1996 fiz minha primeira viagem ao Brasil, no ano 1998 fui ao Amazonas, sonho de criança cumprido, pois eu gosto muito da vida selvagem e todo tipo de animais, estudo serpentes da Mata Atlântica.

Já no ano 2000 chego no Maciço de Baturité, pois meu pai estava construindo a sua casa na zona do Uirapuru, que fica entre Baturité e Guaramiranga, no quilômetro 8. 

Com a vinda de muitos amigos e amigos dos amigos do meu pai à serra para curtir festivais de Jazz e blues, na época do carnaval, e o Festival de Teatro, Festival Nordestino de Teatro, no mês de setembro, surgia deles a pergunta "você sabe ir pra alguma cachoeira?", então, por causa deles e por ter muita experiência em aventura, vendo a falta de profissionais nesse setor de Guia de Turismo e Aventura.

Fiz vários cursos no SENAC e SEBRAE e com o alpinista cearense Rosier Alexandre (Projeto Sete Cumes). Desde então uso a internet para conseguir clientes adeptos ao turismo de aventura, conhecendo cachoeiras e mirantes, além dos pontos turísticos melhores e rurais visitados da serra.

A.P: 2_Quantas trilhas você conhece na serra de Baturité e de quantos quilômetros em média?

Diego:_ Conheço várias trilhas, com atrativo de banho nas melhores cachoeiras e as trilhas de melhor acesso para os turistas. Venho mapeando as trilhas. Já faz mais de cinco anos que venho fazendo esse prazeroso trabalho. 

Os quilômetros em média das trilhas são pouco mais de seis quilômetros, mas tem trilhas de mais de quilômetros para os adeptos de mountain bike, já pra quem gosta de trekking tem até percurso de  vinte quilômetros a serem percorridos a pé.

AP: 3 _ Quais dicas você dá para os iniciantes em trilhas ecológicas?

Diego:_  Dicas para curtir o passeio:
  1.  Roupas: o mais confortável possível. Calça ou bermuda de tecido leve, de secagem rápida (tipo tactel) e camisa de malha manga comprida (se possível) e roupa de banho pra desfrutar a cachoeira.
  2. Calçados: o mais indicado é o especial para trekking, ou seja; botas de trek. Se não tiver o certo é um calçado fechado antiderrapante. (Não são aceitos os tênis Allstar).
  3. Cuidados com apele: apesar das caminhadas serem feitas em boa parte em áreas sombreadas, é indicado o uso de chapéu ou boné e protetor solar. Repelente para insetos também é recomendado.
  4. Acessórios: mochila para hidratação com 2 litros de água por pessoa, óculos escuros e claro, alimentação e a sua melhor câmera para registrar tudo o que puder.
  5. Alimentação: não deixe de levar uma garrafa com 1,5 litros (dependendo do tamanho do percurso), isotônicos, barras de cereais, frutas ou sanduíches que não estraguem com o calor do sol. Castanhas e banana passa, até granola pra comer com banana e mais o que quiser.
  6. Não se aventure numa trilha sozinho, sempre avise pra onde está indo, perto de você tem uma central de Polícia Militar ou corpo de Bombeiros.
  7. Contrate um guia. Ele vai lhe indicar o local de melhor acesso e você também está desenvolvendo a economia local, pois esse guia vai gastar no comércio local movimentando a economia da cidade onde mora.
AP: 4:_ Quais os principais benefícios para quem afaz trilhas?

Diego:_ Os benefícios são muitos pra quem pratica atividade física: melhora os sentidos de orientação, percepção, audição, atenção, melhora o metabolismo, a atividade cardiovascular e respiração. E se você vai com gente bacana melhora o relacionamento humano.

Ateu Poeta
Entrevista concedida em Pacoti-Ceará em 27/10/2015 via questionário