Coluna Diamante

Extensão do Jornal Delfos-CE: http://jornaldelfos.blogspot.com.br/
O nome Diamante é por conta do primeiro livro impresso no mundo, o Diamante-Sutra, sem o qual não existiria a impressão como a conhecemos hoje em dia.

sábado, 22 de abril de 2017

LIBERDADE! LIBERDADE! ABRE AS ASAS SOBRE NÓS, DAS LUTAS NA TEMPESTADE DÁ QUE OUÇAMOS TUA VOZ...

https://colunadiamante.blogspot.com.br/2017/04/liberdade-liberdade-abre-as-asas-sobre.html LIBERDADE! LIBERDADE! ABRE AS ASAS SOBRE NÓS, DAS LUTAS NA TEMPESTADE DÁ QUE OUÇAMOS TUA VOZ...

Por: Daniel Edson


Você que foi minerador, comerciante e dentista,
Você que foi militar e ativista político nas capitanias de Minas Gerais/Rio de Janeiro.

Você que sonhou liberdade, e amando de verdade esta terra morreu como inconfidente. 

Você que foi humilhado, 
Você que teve a residência salgada, foi odiado e tratado com punição exemplar. 

Você que desafiou a coroa, o império, a opressão lusa. 
Você... 

Você que foi um herói, abriu alas, nos legou um exemplo de bravura e evidenciou quão cara pode nos custar a liberdade. Liberdade está hoje tão esquecida, transformada em libertinagem para rebeldes sem causa, bandeira ou mesmo doutrina. 

QUE ESTE DIA NÃO SEJA APENAS UM MOMENTO DE DESCANSO E LAZER, MAS SIM NOS FAÇA REFLETIR SOBRE A ETERNA LUTA QUE DEVEMOS TRAVAR CONTRA A INJUSTIÇA E A EXPLORAÇÃO DO BRASILEIRO (sempre vítima do arbítrio dos poderosos, das ingerências dos governantes e em muita das vezes do esquecimento de seus heróis).

Segue abaixo parte da sentença cuja leitura perdurou por 18 (dezoito) horas, antes da consumação da sentença de enforcamento e esquartejamento:

“JUSTIÇA que a Rainha Nossa Senhora manda fazer a este infame Réu Joaquim José da Silva Xavier pelo horroroso crime de rebelião e alta traição de que se constituiu chefe, e cabeça na Capitania de Minas Gerais, com a mais escandalosa temeridade contra a Real Soberana e Suprema Autoridade da mesma Senhora, que Deus guarde.

MANDA que com baraço e pregão seja levado pelas ruas públicas desta Cidade ao lugar da forca e nela morra morte natural para sempre e que separada a cabeça do corpo seja levada à Vila Rica, donde será conservada em poste alto junto ao lugar da sua habitação, até que o tempo a consuma; que seu corpo seja dividido em quartos e pregados em iguais postes pela estrada de Minas nos lugares mais públicos, principalmente no da Varginha e Sebollas; que a casa da sua habitação seja arrasada, e salgada e no meio de suas ruínas levantado um padrão em que se conserve para a posteridade a memória de tão abominável Réu, e delito e que ficando infame para seus filhos, e netos lhe sejam confiscados seus bens para a Coroa e Câmara Real. 

Rio de Janeiro, 21 de abril de 1792, Eu, o desembargador Francisco Luiz Álvares da Rocha, Escrivão da Comissão que o escrevi. Sebão. Xer. de Vaslos. Cout.”

 «Sentença de Tiradentes». Boletim da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. n. 53. Rio de Janeiro. 18 de abril de 2008.
---------------------------------------------------------------------------------