segunda-feira, 17 de setembro de 2018

MOURÃO CRIMINALIZA MULHERES

MOURÃO CRIMINALIZA MULHERES

O candidato a vice de Bolsonaro criminalizou as mulheres em discurso, ele diz que família com a chefe mulher gera bandidos, pondo a culpa da criminalidade diretamente nas mulheres.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

CABO DACIOLO ACUSA CIRO DE PARTICIPAR DE UMA ORDEM INEXISTENTE

CABO DACIOLO ACUSA CIRO DE PARTICIPAR DE UMA ORDEM INEXISTENTE

Um dos ditos absurdos do debate na BAND foi essa hora onde o candidato Cabo Daciolo acusa Ciro Gomes de fazer parte de uma ordem inexistente. Inventa um nome chamado "Ursal- União da República Socialista Americana", ou seja; transformar todo o continente Americano em um país socialista.

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

A GLOBO DANDO COICE NA MULA

https://www.facebook.com/ColunaDiamante/videos/1771447702946814/
A GLOBO DANDO COICE NA MULA

A #GloboGolpista dando coice na #Mula e soltando nota onde reafirma que o #JornalOGlobo apoiou a #DitaduraMilitar, faltou dizer que a Emissora #Globo em si também apoiou e que o Jornal O Globo se desculpou mas que a emissora #RedeGlobo jamais se desculpou. Alguém poderia simplesmente ter levado capim pra #Mulanaro parar de zurrar tanto.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

quinta-feira, 26 de julho de 2018

segunda-feira, 23 de julho de 2018

"IstoÉ" DIVULGOU FOTOS FALSAS DO TRIPLEX EM 2016

"IstoÉ" DIVULGOU FOTOS FALSAS DO TRIPLEX EM 2016

A revista "IstoÉ", como denuncia Luizianne Lins, deputada federal pelo PT, produziu fakenews em 2016 ao publicar fotos falsas do triplex. Ela compara com fotos da ocupação do MTST ao triplex e mostra a diferença brutal entra a verdade e o carnaval pirotécnico que a Grande Mídia Golpista produz com profundo cinismo a fim de derrubar o maior presidente da História e impedi-lo de novamente disputar eleição; porque Lula está na frende em todas as pesquisas, ganhando de disparada.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

quarta-feira, 23 de maio de 2018

VIVER OU NÃO VIVER? A DESUMANIZAÇÃO FEITA PELO CAPITAL

VIVER OU NÃO VIVER?
A DESUMANIZAÇÃO FEITA PELO CAPITAL

Passar pela vida sem tê-la percebido? Eis aí a rotina de milhões de trabalhadores. O proletariado que, estando preso ao Sistema e fazendo parte de todas essas engrenagens, não vive, apenas sobrevive; não existe, subsiste; precisa garantir os recursos básicos para sobrevivência e para eles não é ofertado "o privilégio "da arte, do teatro, cinema, do museu, viagens; não lhes é ofertado o direito ao pensar e questionar.

Existem escolas ou modelos escolares de acordo com às classes sociais, são adaptadas à elas. Por exemplo: a escola do filho do proletário, nada mais é que uma antessala para o chão de fábrica: com suas sirenes, sua padronização, a castração das peculiaridades e criatividades, sua forma de avaliar e ensinar, seus uniformes, enfim. ..

Formam trabalhadores muito bem capacitados à operar máquinas e apertar botões mas, incapazes de fazer uma introspecção, uma reflexão, e questionar o mundo ao seu redor - deles foi extraído o senso crítico, não formam pensadores, mas sim operários.

E outros tantos milhões rastejam pela terra com fome; estes, apenas, como animais, só se lembram ou têm em si os instintos primitivos de sobrevivência: o medo, a sede, a fome, o frio, a procura por abrigo e o instinto de preservação e procriação da espécie.

Olhando para o mundo como um todo, em tempos de globalização, em tempos de ONU e direitos humanos, ainda estamos muito, mas muito, distantes de sermos vistos como civilização. Existe a ideia de civilização quando olhamos para países como a França ou países nórdicos e sob outra ótica, a civilização do Capital engendrado ou tendo sua manutenção feita graças às guerras, à rapina, aos saques, às infiltrações feitas por potências em países de terceiro mundo em ascensão com objetivos de desestabilizar a política, economia e a democracia impedindo assim seu progresso e possibilitando a usurpação do poder e de seus recursos naturais. Isso não é ser civilizado, isto é barbárie pura como nos tempos dos Vikings ou piratas.

Será que para termos um pequeno vislumbre de civilização, tenhamos que recorrer à ficção de filmes da Marvel e tomarmos como exemplo de modelo de gestão o país africano fictício de Wakanda, reino do Pantera Negra?

Jorge Azevedo
23/05/2018

sábado, 12 de maio de 2018

JOVEM GRÁVIDA É FERIDA COM TIRO NO PEITO EM ARACAJU-SERGIPE

JOVEM GRÁVIDA É FERIDA COM TIRO NO PEITO EM ARACAJU-SERGIPE

Nathanelly dos Santos (22 anos, militante do MTST) foi atingida por um tiro no peito em Aracaju-Sergipe neste 11/05/2018. Ela está grávida, a bala foi retirada e a médicos disseram que "foi sorte ela estar viva", segundo o site UOL. 

Segundo o vídeo na Mídia Ninja, outra pessoa teria sido atingida também na mesma ocasião.

Segundo Guilherme Boulos, a guarda municipal teria dado 4 disparos, dos quais um deles atingira Nathanelly, como consta em seu perfil do Twitter, postado no site do Diário do Centro do Mundo.

Poeta da Democracia
12/05/2018
Vídeo de Sérgio Farias

Fontes:



sexta-feira, 4 de maio de 2018

O OVO DA SERPENTE

O OVO DA SERPENTE

O antipetismo que foi instigado, fustigado pela Globo, revista Veja, Isto É e enfim; a grande imprensa e mídia formadora de opinião e movimentos tais como: MBL e Vem Pra Rua ou Revoltados Online - nada legítimos, diga-se de passagem, financiados por partidos e corporações tais como FIESP e grupos internacionais - fomentaram o ódio em nossa sociedade, chocaram o ovo da serpente em nosso meio e ele eclodido.

Hoje o antipetismo ganhou ares de antissemitismo nos moldes da Segunda Guerra e nasceu através dos mesmos métodos implantados na Alemanha nazista das décadas de 30 e 40: através da propaganda, explorando os meios de comunicação de massa, criando um falso sentimento de legitimidade, de patriotismo, nacionalismo exacerbado, mas - aqui no Brasil existe um diferencial: na Alemanha nazista Hitler fez uso do discurso dualista e criou um mal a ser combatido, extirpado da sociedade alemã e este mal foi personificado nos judeus - no Brasil foi empregado o mesmo método, igualzinho, com um diferencial: aqui os que se dizem patriotas são na verdade antinacionalistas porque a personificação do mal recaiu sobre legítimos brasileiros: o proletariado, o retirante nordestino, o negro, os índios, as mulheres livres, os periféricos; enfim... isto em hipótese alguma pode-se caracterizar como nacionalismo, quando batem continência para a bandeira americana e negam-se a libertarem-se dos grilhões dos yankees e ter uma economia independente e não voltar a ser quintal dos EUA. Enfim, não é patriotismo e não é nacionalismo, mas é uma espécie de neofascismo crescente nas Américas e Europa também.


No Brasil, a bola da vez é o antipetismo, o ódio cego internalizado no inconsciente coletivo pelas oligarquias que se viram ameaçadas e arquitetaram toda essa agenda de retrocessos e colou o povo contra o povo. 

Eu acho isso inédito na História, ou não; é o ovo da serpente anticomunista chocado pelos EUA durante a Guerra Fria que ainda ecoa por aqui. É a contra-revolução deles, penso eu. Posso estar errado...

Jorge Azevedo
05/05/2018

segunda-feira, 16 de abril de 2018

NÃO SEJA UM PATO! VOTO NÃO É BRINQUEDO!


NÃO SEJA UM PATO! VOTO NÃO É BRINQUEDO!

Esta lenga lenga de que "todo político é ladrão", "não existe esquerda no Brasil", "vamos anular a eleição" só serve mesmo para ajudar à extrema-direita, basta lembrar que o candidato Dória se elegeu em São Paulo com menos votos do que os votos que foram anulados para ver que é uma grande falácia.

Voto nulo também não anula eleição, e não importa se o mundo está voltado para a direita, podemos fazer o que a França fez atualmente, votar no candidato menos de direita possível. É outro exemplo claro de que o establishment pode ser domado com a força do povo unido.

O tal "voto de protesto" também não serve para nada além de eleger candidatos inúteis de extrema-direita que nada fazem pelo povo. Não caia nessa, não seja mais um pato arrebanhado pela Fiesp.

Poeta da Democracia
16/04/2018

sábado, 14 de abril de 2018

HOMENAGEM AO GRANDE LULA

HOMENAGEM AO GRANDE LULA

Fica aqui nossa singela homenagem ao maior líder político da história do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva

Músicas: Mordaça - compositores e intérpretes: Eduardo Gudin / Paulo César Pinheiro Pesadelo - Composição: Maurício Tapajós / Paulo César Pinheiro

Intérpretes no vídeo: Joyce - Álbum: Passarinho Urbano (1976) Daíra Saboia - Álbum: Flor

Voz: Chico Pinheiro

Edição: Jorge Azevedo

terça-feira, 27 de março de 2018

FASCISMO COM A COMPLACÊNCIA NACIONAL

Por: Aldo Fornazieri - Professor de Sociologia e Política (FESPSP).

O assassinato da vereadora Marielle Franco e os ataques à caravana de Lula pelo Sul do país não deixam dúvidas de que o Brasil vive um contexto político no qual há a presença de grupos fascistas organizados, violentos e que adotam táticas terroristas para se imporem. Não resta dúvida também que os eixos articuladores desses grupos terroristas são os apoiadores da candidatura de Bolsonaro, da candidatura de Flávio Rocha, de grupos de ruralistas, de movimentos como o MBL e o Vem pra Rua e que contam com apoio institucional em setores do Judiciário e em setores dos partidos políticos governistas e de parlamentares e até de senadores, como é o caso de Ana Amélia Lemos.

O mais grave de tudo isto é que estes grupos fascistas, violentos e terroristas contam com a complacência da grande imprensa, de partidos ditos de centro como o PSDB, da OAB, do governo Temer, das presidências da Câmara e do Senado, da presidência do STF e de alguns candidatos à presidência da República. Afinal de contas, não se ouviu nenhuma dessas vozes condenar a violência contra a caravana.

Cabe perguntar: onde estão os editoriais dos grandes jornais contra a violência que atingiu a caravana de Lula? Jornais que sempre foram ávidos a cobrar posições das esquerdas contra atos esporádicos de violência de militantes... Será mero acaso que os grandes jornais deram generosos espaços, no fim de semana, a generais golpistas, a exemplo do general Antônio Hamilton Martins Mourão?

Por que a OAB, a presidência da República, a presidência do STF, as presidências das Casas Legislativas, o Ministério da Justiça, o Ministério da Segurança Pública e o Ministério Público Federal não se pronunciaram até agora? Por que o "democrata" Fernando Henrique Cardoso silencia ante esses ataques fascistas? Por que os pré-candidatos Alckmin e Rodrigo Maia não emitem nenhuma palavra sobre essa violência política? Onde estão todos? Estão com medo? São coniventes? Ou são cúmplices? É preciso advertir esses emudecidas personagens acerca de que esse silêncio conivente de hoje poderá proporcionar que amanhã também se tornem vítimas dessa violência fascista.

O PT e os democratas precisam pressionar essas autoridades e esses representantes políticos para que se pronunciem sobre esta violência fascista. Ou eles se manifestam e adotam atitudes ou a história os cobrará amanhã acerca do seu covarde silêncio. Esses grupos e dirigentes políticos, na verdade, abrigaram o fascismo nascente no processo do golpe que derrubou a presidente Dilma. Desmoralizados, porque muitos deles se revelaram moralistas sem moral, envolvidos em graves casos de corrupção, se acovardaram e, agora, por falta de coragem, por covardia ou por cumplicidade se calam ante a escalada de violência fascista que poderá mergulhar o Brasil numa guerra civil.

Guerra civil sim, porque esses grupos fascistas e terroristas estão caminhando rapidamente para o paramilitarismo. Os defensores da democracia não podem assistir passivamente a escalada de violência desses grupos. Antes de tudo, precisam organizar a sua autodefesa porque, como foi visto em São Miguel do Oeste (SC), as polícias tendem a ser coniventes com esses grupos terroristas.

Em segundo lugar, é preciso cobrar do governador de Santa Catarina um esclarecimento acerca da passividade da polícia em face da violência desses grupos. Em terceiro lugar, é preciso levar a senadora Ana Amélia Lemos à Comissão de Ética do Senado por apoiar e estimular a violência política. Em quarto lugar, é preciso promover uma ampla campanha de esclarecimento da opinião pública acerca desses grupos violentos e criminosos. Em quinto lugar, como já sinalizou a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, é necessário fazer uma ampla denúncia internacional acerca da existência desses grupos fascistas e acerca da conivência das autoridades para com os mesmos. 

Por outro lado, já passou da hora de Lula, Ciro Gomes, Guilherme Boulos e Manuela D'Ávila se reunirem para divulgar um manifesto conjunto em defesa da democracia, da liberdade e da justiça e de condenação da violência política e social que graça pelo país. Se não é possível construir uma candidatura de unidade do campo progressista, os candidatos precisam mostrar uma unidade de propósito neste momento grave do país: a luta para defender a democracia que não temos.

  • Ação fascista: mentiras, violência e covardia

Esses grupos fascistas brasileiros, que proliferaram nos últimos anos, não fogem à tipologia clássica de ação dos movimentos totalitários já mapeada e descrita por vários estudiosos, notadamente por Hannah Arendt. Grupos e movimentos totalitários, quando ainda não estão no poder, se ocupam, fundamentalmente, da propaganda dirigida a pessoas externas aos mesmos visando convencê-las. A característica principal dessa propaganda é a mentira. O contemporâneo fake news foi largamente utilizado pelos nazistas e, em escala menor, pelos fascistas de Mussolini. Não há nenhuma novidade nisto. As mentiras monstruosas que esses movimentos propagam visam entreter o público para convencê-lo e para aliviar as pressões
  • críticas sobre si mesmos.

Aqui no Brasil, recentemente, viu-se como o MBL e outros grupos agiam no processo do golpe. Mentiam sobre a corrupção do governo Dilma enquanto se aliavam e apareciam em público com os maiores corruptos do país: Eduardo Cunha, Aécio Neves e outros. Aliás, Aécio e o PSDB patrocinaram esses grupos. Eles mesmos são integrados por corruptos e, geralmente, por indivíduos enredados em teias criminosas. E mentem de forma impiedosa e criminosa sobre Marielle quando esta não pode mais defender-se.

Se, externamente, esses grupos se dedicam a propaganda, internamente seu objeto é a doutrinação. Notem o que diz Arendt: "Se a propaganda é integrante da 'guerra psicológica', o terror é-lhes ainda mais inerente". Foi usado em larga escala pelos nazistas, que definiam o terror como "propaganda de força". Arendt adverte que ele aumentou progressivamente antes da tomada do poder por Hitler "porque nem a polícia e nem os tribunais processavam seriamente os criminosos da chamada Direita". Qualquer semelhança com o que temos hoje no Brasil não é mera coincidência.

Crimes contra indivíduos, ameaças e ações violentas contra adversários caracterizam a propaganda e o terror desses grupos. Tem-se aí o assassinato de Marielle e de outros líderes sociais e comunitários e a violência contra a caravana de Lula. Temos a violência verbal nas redes sociais que também é uma forma de propaganda. Não é possível subestimar esses atos, pois englobam elevado perigo num mundo anômico e num país com as instituições destruídas. Todos esses atos, essa violência, esse terrorismo, têm o mesmo pano de fundo: o crescimento do fascismo no Brasil.

Se a primeira característica desses grupos é a mentira, se a segunda é a violência, a terceira é a covardia. Geralmente praticam a violência contra vítimas indefesas. Veja-se a suprema covardia no assassinato da Marielle. A covardia da tocaia na execução de líderes sem-terra, líderes indígenas e militantes ambientalistas. Os agroboys covardes que atacaram a caravana de Lula agrediram mulheres, inclusive uma mulher que está em tratamento de câncer e que estava com seu filho de dez anos. São esses covardes que a igualmente covarde senadora Ana Amélia Lemos exalta. É preciso detê-los. Detê-los com a militância nas ruas, a exemplo dos atos de protesto contra a execução de Marielle, a exemplo dos professores paulistanos e exemplo de tantos enfrentamentos pelo Brasil. Detê-los com as candidaturas de Ciro, de Boulos e de Manuela. E é preciso detê-los com a candidatura de Lula até o fim.

Fonte:

domingo, 11 de março de 2018

CAVERNA DO DRAGÃO TERÁ NOVA ADAPTAÇÃO EM FILME EM 2021

CAVERNA DO DRAGÃO TERÁ NOVA ADAPTAÇÃO EM FILME EM 2021


Segundo site Omega Underground, Paramount Pictures, a nova adaptação de "Caverna do Dragão" ("Dungeons & Dragons") em filme terá estreia em julho de 2021 com provável direção de Chris McKay, produção de Roy Lee e participação de Vin Diesel.



O RPG já teve um filme (ano 2000) que foi fracasso de crítica e público.



Ateu Poeta
11/03/2018


Anexo: 

Fonte:



quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

22 MANIFESTANTES DO LEVANTE POPULAR DA JUVENTUDE E 2 FOTÓGRAFOS DA MÍDIA NINJA SÃO DETIDOS EM POA

https://jornaldelfos.blogspot.com.br/2018/01/22-manifestantes-do-levante-popular-da.html
22 MANIFESTANTES DO LEVANTE POPULAR DA JUVENTUDE E 2 FOTÓGRAFOS DA MÍDIA NINJA  SÃO DETIDOS EM POA

22 militantes do Levante Popular da Juventude e 2 fotógrafos da Mídia Ninja foram detidos em Porto Alegre, dentre eles um menor que foi liberado.

A Mídia Ninja atualiza ao vivo no link abaixo indicado como fonte desta notícia.

Ateu Poeta
24/01/2018


Fonte: 

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

METROVIÁRIOS DE SÃO PAULO FAZEM GREVE DE 24 HORAS CONTRA PRIVATIZAÇÃO

Fonte de Imagem: Paulo Pinto / Fotos Públicas https://goo.gl/ubdjNP
METROVIÁRIOS DE SÃO PAULO FAZEM GREVE DE 24 HORAS CONTRA PRIVATIZAÇÃO

Os metroviários de São Paulo realizam uma greve de 24 horas contra a realização do leilão de entrega da Linha 5 – Lilás e Linha 17 – Ouro de montrilho. A greve realizada nesta quinta-feira (18/01) afetou diretamente as linhas 1-azul, 2-verde, 3-vermelha, 5-lilás.

A paralisação, que começou as 24 horas de ontem, foi deliberada pela categoria e atinge mais de 4 milhões de usuários. A greve tem como propósito assegurar os interesses da sociedade e impedir que os capitalistas continuem se apropriando do patrimônio que pertence à classe trabalhadora. A categoria dos metroviários combate tenazmente a noção do transporte público como mercadoria e como forma de enriquecimento e lucro dos capitalistas do setor de transportes.

Os metroviários apontam várias irregularidades no leilão e afirmam que o provável vencedor seja a mesma empresa (CCR) que opera a Linha 4 – Amarela.

A sociedade de deve manifestar total apoio a greve dos metroviários, pois se trata de uma greve que tem como propósito assegurar o interesse público contra os capitalistas, que têm seus interesses muito bem representados pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Fonte:

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

BRASIL POSSUI TERCEIRA MAIOR TAXA DE DESEMPREGO MUNDIAL ENTRE JOVENS DA CLASSE TRABALHADORA

BRASIL POSSUI TERCEIRA MAIOR TAXA DE DESEMPREGO MUNDIAL ENTRE JOVENS DA CLASSE TRABALHADORA

Segundo dados apresentados pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), Brasil possui terceira maior taxa de desemprego mundial entre jovens com até 25 anos, perde somente para países em guerra como Síria, com 30,6%, e Haiti, com 34%. 

A taxa de desemprego, entre jovens com até 25 anos, alcançou o maior percentual desde 1991, conseguindo ser praticamente o dobro da média taxa mundial, que chega a 13,1%.

Com 30% de desemprego, os jovens brasileiros estão numa situação vivenciada somente pelos países árabes, ou seja, chega a perder para todos os países da América Latina e Caribe, bem como para os países africanos. 

Somente dois países em estado de guerra declarada são capazes de superar o Brasil, isso serve para explicar o elevado índice de violência social e a política de extermínio de jovens no país. 

A Rede Brasil Atual (2017, p.1) aponta que: “Na América Latina e no Caribe varia de 16% a 19,5%, fica estável na Europa Ocidental (de 14,3% para 14,2%) e cai na América do Norte (de 12,6% para 11,1%). Tem seu nível mais alto nos Estados árabes (projeção de 29,7%) e o menor, na Ásia Oriental (10,5%)”.

Os dados são do estudo realizado divulgado pela Tendências Globais de Emprego para a Juventude de 2017. O IBGE, por sua vez, aponta 4,2 milhões de desempregados no Brasil, entre 18 e 14 anos e 4,4 milhões de desempregados, entre 25 e 39 anos. 

A contrarreforma trabalhista, aprovada pelo governo Michel Temer, vai aprofundar a onda de desemprego e violência entre jovens da classe trabalhadora no Brasil.
Facebook: Clique Aqui Youtube: Clique Aqui
Site Observatório: Clique Aqui Fonte: Clique Aqui