Coluna Diamante

Extensão do Jornal Delfos-CE: http://jornaldelfos.blogspot.com.br/
O nome Diamante é por conta do primeiro livro impresso no mundo, o Diamante-Sutra, sem o qual não existiria a impressão como a conhecemos hoje em dia.

quinta-feira, 29 de março de 2018

GESTÃO DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA COMPARADA COM A REALIDADE: GESTÕES ESTRATÉGICAS APLICADAS À GESTÃO ESCOLAR

GESTÃO DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA COMPARADA COM A REALIDADE: GESTÕES ESTRATÉGICAS APLICADAS À GESTÃO ESCOLAR

José Aroldo Gonzaga Arruda Filho 
Historiador Pós-Graduado em Gestão Escolar

Pra começar, nas escolas onde ensinei nunca vi grêmio escolar nem conselho. A verdade é que a escola nunca quis ver os pais dentro dela para que ninguém apontasse os erros e incompetências do sistema.

Tudo sempre foi feito no autoritarismo e na maioria das vezes nem mesmo o diretor tem moral com os estudantes e ainda tiram a moral dos professores, os professores são desunidos, desinteressados e boicotam os colegas.

A discriminação é muito grande também, inclusive na Escola Linha da Serra de Guaramiranga já fui hostilizado por ser ateu e em função disso recusar-me a rezar dentro do espaço escolar, o que aliás a Constituição proíbe, mas a lei no Brasil é descumprida.

Há uma preocupação muito grande com notas e muito pequena com o aprendizado. Muitos professores nem formados são, assim como existem também cargos superiores sem a devida formação. 

Democracia está sempre no discurso, mas a prática é "manda quem pode e obedece quem tem juízo". 

Na questão dos deficientes, inclusive na Escola Linha da Serra, uma das razões pelas quais saí foi porque me recusei a das uma nota fechada pré-estabelecida, no caso 6, simplesmente porque o sistema mandava; em vez disso, eu fiz com que estes estudantes fizessem cópias, e às vezes convenci seus colegas, geralmente os de nota mais alta, a ajudá-los e a me ajudar a cumprir essa tarefa que a meu ver os faria evoluir um pouco.

Simplesmente diziam "fulano e sicrano têm laudo" mas não explicavam qual a deficiência e também não existia uma orientadora porque foi demitida pela Secretaria de Educação municipal sob alegação de cobrar muito caro.

Existe um medo muito grande de ser chamado pela Secretaria, pois a maioria do que se vê não são professores que foram dar aula por vocação, por escolha, mas por não conseguirem ser outra coisa na vida ou não se julgarem aptos para ser outra coisa.

Tem professor por exemplo que dá de Matemática à História e que na sala passa tarefa e fica jogando no computador.

Sobre a elaboração de provas, os professores são desestimulados a criar, pega-se tudo feito da internet, desestimulados principalmente a pegar questões em que o estudante tenha que responder escrevendo, subjetiva, onde é preciso ter um mínimo de leitura. 

E depois todo mundo se espanta com o número de analfabetos funcionais no Brasil. Por que será?
______________________________________________________
Trabalho de sala na Pós-Graduação em Gestão Escolar no ano de 2016