Coluna Diamante

Extensão do Jornal Delfos-CE: http://jornaldelfos.blogspot.com.br/
O nome Diamante é por conta do primeiro livro impresso no mundo, o Diamante-Sutra, sem o qual não existiria a impressão como a conhecemos hoje em dia.

domingo, 8 de abril de 2018

TEORIAS CIENTÍFICAS E PRÁTICAS SOBRE APRENDIZAGEM: DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO JOVEM

https://colunadiamante.blogspot.com.br/2018/04/teorias-cientificas-e-praticas-sobre.html
TEORIAS CIENTÍFICAS E PRÁTICAS SOBRE APRENDIZAGEM: 
DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO JOVEM

José Aroldo Gonzaga Arruda Filho 
Historiador Pós-Graduado em Gestão Escolar

  • TEORIAS DA APRENDIZAGEM E SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

1-Behaviorismo: Ivan Pavlov, John B. Watson, Edward Thorndike, Burrhus Frederic Skinner. 

Animismo => teoria filosófica que considera a alma como causa primária de todos os fatos intelectuais e vitais.

Behaviorismo => (do Inglês behaviour, comportamento) restrição da Psicologia ao estudo objetivo dos estímulos e reações verificadas no físico, com desprezo total dos fatos anímicos.

As principais características do Behaviorismo são: desprezar a teoria do animismo, sendo assim empirista, focar no estímulo induzido em detrimento do estímulo natural, reforço positivo e negativo, repetição e controle do ambiente para que o feed fosse melhor efetivado.

2- Teorias de transição entre behaviorismo clássico e o cognitivismo.

Cognição => aquisição de um conhecimento filosófico; conhecimento; compreensão.

Robert Gagné => abordava a parte interna da aprendizagem (autput), que é influenciada pelo ambiente externo (input). Dividia os eventos internos em fasesmotivação, apreensão, aquisição, retensão, rememoração, generalização, desempenho e retroalimentação.

Edward Tolman => focava na meta, que seria mais importante do que a recompensa. A meta deveria ser lembrada repetidas vezes aos estudantes para alçar melhores respostas.

Gestalt => "o todo é mais do que a soma de suas partes". Há uma preocupação em causar insights. Formula a Lei da Pregnância ( do Alemão Prägnanz), onde diz que o cérebro aprende por um sistema simples, simétrico e ordenado, e também por similaridade, fechamento e continuidade. Para Norwoo Russel Hanson a observação e a interpretação não podem ser separadas. Criadores da Gestalt: Max Wertheimer, Wolfgang Höhler e Kurt Koffka.

3- Teorias cognitivas => Brunner, Piaget, Asubel, Novak, Kelly e Rogers.

Jerome Bruner =>  foca em repetição (espiral) e na descoberta, mais depois revisa as próprias teorias e prega o ensino das disciplinas no contexto dos problemas sociais e diz que a melhoria na educação por ser política não resulta somente de um bom currículo.

Jean Piaget => assimilação e acomodação. Para ele a mente em equilíbrio sofre um rompimento (acomodação) e cria novos esquemas de assimilação para reequilibrar, quando ocorre então o aprendizado.

David Ausubel +> foca naquilo que o estudante já sabe (subsunçor), que seria tomado por base para o armazenamento de informações hierárquicos e não-arbitráriosuma aprendizagem significativa.

4- Teorias humanistas

Construtivismo => ação construidora; doutrina estética da época de 1920 que se opõe à escultura tradicional, usando adornos de linhas e planos envolvendo o vazio interior.

"Construtivismo é uma das correntes teóricas empenhadas em explicar como a inteligência humana se desenvolve partindo do princípio de que o desenvolvimento da inteligência é determinado pelas ações mútuas entre o indivíduo e o meio.

A ideia é que o homem não nasce inteligente, mas também não é passivo sob a influência do meio, isto é, ele responde aos estímulos externos agindo sobre eles para construir e organizar o seu próprio conhecimento, de forma cada vez mais elaborada.

A palavra construtivismo se refere a uma série de correntes de pensamento em diferentes áreas do conhecimento (cada uma delas não tem necessariamente relação com as outras):


Na educação, o construtivismo é uma teoria a respeito do aprendizado.

Na filosofia, o construtivismo é uma corrente surgida como uma crítica ao realismo medieval e aoracionalismo clássico.


Na história da arteliteraturapinturadesign gráfico, e da arquitetura, o construtivismo é uma tendência estética iniciada na Rússia a partir de 1919, que valoriza a construção da obra de arte em oposição à composição.

construtivismo também é uma corrente de pensamento nas ciências políticas e na teoria das relações internacionais."



Carl Rogers => Há de haver empatia entre professor e estudante para que haja crescimento pessoal. O estudante deve ser compreendido em vez de avaliado e o professor seria um facilitador.

George Kelly => foca na idiossincrasia. O conhecimento formal deveria ser apresentado como hipotético.

5- Teorias socioculturais 

Vygotsky => zona de desenvolvimento proximal, o professor atuando como mediador, direta ou indiretamente, leva o estudante a desempenhar tarefas que não eram possíveis anteriormente. O desenvolvimento mental é a parte principal da educação.

Paulo Freire => focava na hierarquia horizontal, onde estudantes e professores debateriam a partir de palavras-chave que tivessem a ver com a vivência social dos próprios estudantes, criando assim conteúdos com significado real e elevando a crítica político-social das comunidades.

6- James V. Wersche => espelha-se em Vigotsky, estendendo sua teoria sociocultural de zona de desenvolvimento proximal. Influenciado pela trans-linguística de Bakhtin e pelo dramatismo de Burke, entende o homem como "produto do meio" e "filho de sua época". Vê a ação humana como derivação do sujeito imerso em um determinado tempo, geografia, sociedade, e cultura com limitados mecanismos para efetuar tal ação. No centro da aproximação sociocultural estaria a tensão inata entre agentes e ferramentas culturais. A mediação do professor deveria ser feita de forma mais interativa, como os debates freirianos por exemplo ou o uso efetivo de aulas experimentais, onde os estudantes tivessem mais acesso a mecanismos científicos laboratoriais para um aprendizado elaborado e construído pela prática em vez de somente teoria solta e ineficaz.

  • IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM: PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS:
 Pontos negativos:

1- Segundo Luckesi a prova não dá ao estudante a chance de mostrar seu real desenvolvimento por ser uma coisa quantitativa eventual tangível.

2- O sistema público exige questões que respondam umas às outras e objetivas, perdendo-se aí a oportunidade de criar subsídios para a evolução discursiva e privando o estudante de raciocínio cognitivo analítico mais aprofundado. Assim, o sistema emburrece o cidadão.

3- O sistema avaliativo, da escola ao vestibular, inclusive ENEM, sujeitam os estudantes a uma pressão mental decoreba desnecessária que mata neurônios e não garante futuros profissionais empenhados e de qualidade nem criam engajamento nesse cada um por si.

Pontos Positivos:

1- O ideal é que o sistema avaliativo seja acoplado com outras notas além das provas, como comportamento, participação, trabalhos complementares e principalmente exercícios e cópia à mão de preferência com questões subjetivas para que os estudantes evoluam o seu poder dissertativo, de síntese e de análise mesmo que no fim a nota seja uma só é importante o professor realizar essa triagem de modo a se aproximar de uma percepção real da evolução dos estudantes e se entenda como um mediador entre os estudantes e o conhecimento. Se feito isso, será um aspecto positivo, mas o sistema pressiona para que não seja.

Atividade 2

1º Observando o ambiente escolar como você proporia a relação entre escola e família?

Aproximação entre escola e família, isso poderia se dar pela criação engajada de movimentos escolares em que a história local fosse estudada por todos. Os pais, por exemplo, poderiam ser agentes históricos como sujeitos-testemunhas da História e poderiam propor alternativas sociais que acham que seja dever da escola em debates coletivos

Também deveriam vez por outra ser convidados a assistir algumas aulas para lembrar e ter consciência de como funciona a sala de aula e poderem ver de perto as mudanças e permanências de métodos de ensino do sistema e de cada professor. 

Enfim, a interação deveria ser constante em fluxo de grande escala

2º Comentar a importância do gestor escolar na condução dos problemas no ambiente escolar

A importância do gestor é crucial no enfrentamento dos conflitos internos mas este muitas vezes também cria problemas e agrava os existentes, abusando do poder de coação ou mesmo até coagido pelas secretarias em um jogo de gato e rato onde quem perde mais sempre é o estudante.

A coisa ainda anda muito restrita ao cabresto marionetizado embebido em uma tal "liberdade" coagida por parâmetros programáticos feitos nas coxas e que nunca cabem no cronograma onde as escolas sempre têm que fazer seus malabarismos educacionais vigentes para conduzir o andar carruagem, passando vez por outra "o carro na frente dos bois".

Mesmo assim, dentro desse círculo pragmático vicioso envolto ao ciclo do circo onde somos todos palhaços, no intervalo da ribalta o gestor pode criar projetos ou aprimorar os existentes se ganhar a confiança de seu núcleo gestor que por sua vez precisa ser cativante com os discentes para que  da interação resulte uma maneira harmônica de trilhar novos caminhos, quebrando antigos parâmetros e criando novos para que o sistema educacional esteja a cada dia um pouco menos aquém do ideal.

  • VISÃO EDUCACIONAL DE VIGOTSKY

Para Vygotsky mediador é "(...) quem ajuda a criança a concretizar um desenvolvimento que ela ainda não atinge sozinha. Na escola, o professor e os colegas mais experientes são os principais mediadores."

"Ferramentas psicológicas são formações artificiais. Por sua natureza elas são sociais, não orgânicas ou individuais. elas são dirigidas para o domínio ou controle dos processos comportamentais_ dos outros e de si próprio_como os meios técnicos são dirigidos para o controle dos processos da natureza.

Podem servir como exemplo de ferramentas psicológicas e seus complexos sistemas: linguagem; vários sistemas de contagem; (...)"

"Na apropriação dos mediadores culturais está a essência do processo de desenvolvimento psíquico. Isto porque, as atividades mentais e formais de pensamento se objetivam em forma de conhecimentos sistematizados_ 'linguagem; vários sistemas de contagem; técnicas técnicas mnemônicas; sistemas de símbolos algébricos; obras de arte; escrita, esquemas, diagramas, mapas e desenhos mecânicos; todo tipo de sinais convencionais"

O mais interessante em Vygotsky é essa questão da mediação em vez da detenção do conhecimento e por isso ele inspira outros pensadores. O mediador deve conduzir o estudante aonde ele não poderia ir sozinho, levá-lo além, por isso é preciso se estreitar a zona de desenvolvimento proximal onde o desenvolvimento é a parte principal da educação.
______________________________________________________
Trabalho de Pós-Graduação em Gestão Escolar no ano de 2016