Coluna Diamante

Extensão do Jornal Delfos-CE: http://jornaldelfos.blogspot.com.br/
O nome Diamante é por conta do primeiro livro impresso no mundo, o Diamante-Sutra, sem o qual não existiria a impressão como a conhecemos hoje em dia.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

VIVER OU NÃO VIVER? A DESUMANIZAÇÃO FEITA PELO CAPITAL

VIVER OU NÃO VIVER?
A DESUMANIZAÇÃO FEITA PELO CAPITAL

Passar pela vida sem tê-la percebido? Eis aí a rotina de milhões de trabalhadores. O proletariado que, estando preso ao Sistema e fazendo parte de todas essas engrenagens, não vive, apenas sobrevive; não existe, subsiste; precisa garantir os recursos básicos para sobrevivência e para eles não é ofertado "o privilégio "da arte, do teatro, cinema, do museu, viagens; não lhes é ofertado o direito ao pensar e questionar.

Existem escolas ou modelos escolares de acordo com às classes sociais, são adaptadas à elas. Por exemplo: a escola do filho do proletário, nada mais é que uma antessala para o chão de fábrica: com suas sirenes, sua padronização, a castração das peculiaridades e criatividades, sua forma de avaliar e ensinar, seus uniformes, enfim. ..

Formam trabalhadores muito bem capacitados à operar máquinas e apertar botões mas, incapazes de fazer uma introspecção, uma reflexão, e questionar o mundo ao seu redor - deles foi extraído o senso crítico, não formam pensadores, mas sim operários.

E outros tantos milhões rastejam pela terra com fome; estes, apenas, como animais, só se lembram ou têm em si os instintos primitivos de sobrevivência: o medo, a sede, a fome, o frio, a procura por abrigo e o instinto de preservação e procriação da espécie.

Olhando para o mundo como um todo, em tempos de globalização, em tempos de ONU e direitos humanos, ainda estamos muito, mas muito, distantes de sermos vistos como civilização. Existe a ideia de civilização quando olhamos para países como a França ou países nórdicos e sob outra ótica, a civilização do Capital engendrado ou tendo sua manutenção feita graças às guerras, à rapina, aos saques, às infiltrações feitas por potências em países de terceiro mundo em ascensão com objetivos de desestabilizar a política, economia e a democracia impedindo assim seu progresso e possibilitando a usurpação do poder e de seus recursos naturais. Isso não é ser civilizado, isto é barbárie pura como nos tempos dos Vikings ou piratas.

Será que para termos um pequeno vislumbre de civilização, tenhamos que recorrer à ficção de filmes da Marvel e tomarmos como exemplo de modelo de gestão o país africano fictício de Wakanda, reino do Pantera Negra?

Jorge Azevedo
23/05/2018

sábado, 12 de maio de 2018

JOVEM GRÁVIDA É FERIDA COM TIRO NO PEITO EM ARACAJU-SERGIPE

JOVEM GRÁVIDA É FERIDA COM TIRO NO PEITO EM ARACAJU-SERGIPE

Nathanelly dos Santos (22 anos, militante do MTST) foi atingida por um tiro no peito em Aracaju-Sergipe neste 11/05/2018. Ela está grávida, a bala foi retirada e a médicos disseram que "foi sorte ela estar viva", segundo o site UOL. 

Segundo o vídeo na Mídia Ninja, outra pessoa teria sido atingida também na mesma ocasião.

Segundo Guilherme Boulos, a guarda municipal teria dado 4 disparos, dos quais um deles atingira Nathanelly, como consta em seu perfil do Twitter, postado no site do Diário do Centro do Mundo.

Poeta da Democracia
12/05/2018
Vídeo de Sérgio Farias

Fontes:



terça-feira, 8 de maio de 2018

RELAÇÕES INTERPESSOAIS

José Aroldo Gonzaga Arruda Filho 
Historiador Pós-Graduado em Gestão Escolar

Em uma das escolas públicas que trabalhei há alguns professores que se intrigaram com alguns estudantes, a maioria conta os dias para os feriados e reclama muito. 

Não havia um real comprometimento como o que eles querem demonstrar, ainda por cima a gestão se preocupa muito com a nota dos estudantes e não com o aprendizado, batiam o nível por baixo.  

A mesma escola ainda era cheia do goteiras e para ter merenda nós íamos ter que fazer um rateio; porque os professores não têm direito de comer da merenda escolar.

A verdade é que muita gente vai para sala de aula ou assume um outro cargo mesmo acima muito mais por indicação do que por vontade de realmente ser professor. Eu vejo muitos ex-piores de sala como sendo professores. 

A primeira coisa a se notar é que eles não estão fazendo algo que gostam mas visando simplesmente o dinheiro, mesmo professor não ganhando muito, mas na sociedade de hoje há uma concorrência muito grande para outros empregos e muita gente vai para a sala de aula pensando ser o mais fácil; o que acaba não sendo, por ser muito mais complexo do que simplesmente seguir o que está escrito.

A escola pública hoje tem uma obrigação de passar os estudantes de ano, isso que também é ruim e deveria ser visado o aprendizado não apenas o quanto de gente se passa ou reprova, mas o país em si quer demonstrar para fora que tem um nível de letrados maior do que realmente tem, por haver analfabetismo funcional

Por falta de uma boa base, a maioria não consegue passar do Ensino Médio; e mesmo os que fazem faculdade mais tarde têm grande dificuldade até de fazer trabalhos porque não sabem ler e compreender o que leram.

Vivemos em um tempo de uma escola pública de faz de conta e o principal problema é essa coisa de passar de ano o estudante sem saber de nada. A insubordinação cresce se o estudante nota que terá várias chances de recuperação quando só decora para o dia da prova e esquece depois. 

O próprio modelo em si de escola pública deveria ser revisado e ter um maior repasse da União também para que não existam mais escolas com tamanha precariedade.
______________________________________________________
Trabalho de Pós-Graduação em Gestão Escolar no ano de 2016

segunda-feira, 7 de maio de 2018

IDENTIFICAÇÃO DE PROBLEMAS NA EDUCAÇÃO: FALTA DE RESPEITO ÀS REGRAS E INDISCIPLINA

https://colunadiamante.blogspot.com.br/2018/05/identificacao-de-problemas-na-educacao.html
IDENTIFICAÇÃO DE PROBLEMAS NA EDUCAÇÃO: FALTA DE RESPEITO ÀS REGRAS E INDISCIPLINA

José Aroldo Gonzaga Arruda Filho 

Historiador Pós-Graduado em Gestão Escolar

IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA: Falta de respeito às regras e indisciplina

OBJETIVO: Reverter esse problema ou diminuí-lo.

JUSTIFICATIVA: As regras são vitais tanto dentro da escola como em vários espaços da sociedade. Uma pessoa que não consegue seguir regras possivelmente será demitida muitas vezes de empregos ou simplesmente não conseguirá se adequar nunca à sociedade, lembrando que "o homem é um ser social" como dizia Aristóteles.

METODOLOGIA: Reuniões com pais, reuniões com professores, planejamento a respeito da questão e pesquisa de ações que deram certo em outras escolas.

POSSÍVEL SOLUÇÃO: A participação de todos os segmentos da comunidade escolar na elaboração das regras, sua divulgação e constante revisão. 
______________________________________________________

Trabalho de Pós-Graduação em Gestão Escolar no ano de 2016

CIÊNCIA, METODOLOGIA E CONHECIMENTO

José Aroldo Gonzaga Arruda Filho 
Historiador Pós-Graduado em Gestão Escolar

Ciência: No Grego Antigo, segundo Carl Sagan, no livro "O mundo assombrado pelos demônios", ciência significa conhecimento. Numa perspectiva atual podemos dizer que ciência é um meio empírico de buscar o conhecimento através de estudo sistemático e teste com constante revisão de conceitos.

Metodologia: Um estudo de métodos para se conhecer melhor alguma coisa.

Conhecimento: Absorção da ideia de alguma coisa através de contato físico, racional ou ideológico.

Conhecimento vulgar ou popular: Conhecimento sem aprofundamento passado de geração em geração sem o teste empírico e sistemático da ciência.

Conhecimento científico: Conhecimento que procura uma exatidão estatística com testes, empirismo e revisão de conceitos sempre que se fizer necessário.

Conhecimento Filosófico: Conhecimento através de máximas, onde há contestamento das ideias mas não teste físico, resume-se ao conceitual.

Conhecimento religioso: Na verdade, este é um falso conhecimento; pois baseia-se em acreditar em coisas irreais, irracionais e por este motivo a contestação de uma ideia pode resultar até em mortes e em guerras como no caso atual do Estado Islâmico, como no caso do Nazismo e das Cruzadas.
________________________________________
Trabalhos de Pós-Graduação em Gestão Escolar no ano de 2016

sexta-feira, 4 de maio de 2018

O OVO DA SERPENTE

O OVO DA SERPENTE

O antipetismo que foi instigado, fustigado pela Globo, revista Veja, Isto É e enfim; a grande imprensa e mídia formadora de opinião e movimentos tais como: MBL e Vem Pra Rua ou Revoltados Online - nada legítimos, diga-se de passagem, financiados por partidos e corporações tais como FIESP e grupos internacionais - fomentaram o ódio em nossa sociedade, chocaram o ovo da serpente em nosso meio e ele eclodido.

Hoje o antipetismo ganhou ares de antissemitismo nos moldes da Segunda Guerra e nasceu através dos mesmos métodos implantados na Alemanha nazista das décadas de 30 e 40: através da propaganda, explorando os meios de comunicação de massa, criando um falso sentimento de legitimidade, de patriotismo, nacionalismo exacerbado, mas - aqui no Brasil existe um diferencial: na Alemanha nazista Hitler fez uso do discurso dualista e criou um mal a ser combatido, extirpado da sociedade alemã e este mal foi personificado nos judeus - no Brasil foi empregado o mesmo método, igualzinho, com um diferencial: aqui os que se dizem patriotas são na verdade antinacionalistas porque a personificação do mal recaiu sobre legítimos brasileiros: o proletariado, o retirante nordestino, o negro, os índios, as mulheres livres, os periféricos; enfim... isto em hipótese alguma pode-se caracterizar como nacionalismo, quando batem continência para a bandeira americana e negam-se a libertarem-se dos grilhões dos yankees e ter uma economia independente e não voltar a ser quintal dos EUA. Enfim, não é patriotismo e não é nacionalismo, mas é uma espécie de neofascismo crescente nas Américas e Europa também.


No Brasil, a bola da vez é o antipetismo, o ódio cego internalizado no inconsciente coletivo pelas oligarquias que se viram ameaçadas e arquitetaram toda essa agenda de retrocessos e colou o povo contra o povo. 

Eu acho isso inédito na História, ou não; é o ovo da serpente anticomunista chocado pelos EUA durante a Guerra Fria que ainda ecoa por aqui. É a contra-revolução deles, penso eu. Posso estar errado...

Jorge Azevedo
05/05/2018

segunda-feira, 16 de abril de 2018

NÃO SEJA UM PATO! VOTO NÃO É BRINQUEDO!


NÃO SEJA UM PATO! VOTO NÃO É BRINQUEDO!

Esta lenga lenga de que "todo político é ladrão", "não existe esquerda no Brasil", "vamos anular a eleição" só serve mesmo para ajudar à extrema-direita, basta lembrar que o candidato Dória se elegeu em São Paulo com menos votos do que os votos que foram anulados para ver que é uma grande falácia.

Voto nulo também não anula eleição, e não importa se o mundo está voltado para a direita, podemos fazer o que a França fez atualmente, votar no candidato menos de direita possível. É outro exemplo claro de que o establishment pode ser domado com a força do povo unido.

O tal "voto de protesto" também não serve para nada além de eleger candidatos inúteis de extrema-direita que nada fazem pelo povo. Não caia nessa, não seja mais um pato arrebanhado pela Fiesp.

Poeta da Democracia
16/04/2018